Chouriço

Chouriço is a spicy portuguese smoked sausage, made with pork meat, pork fat, wine, paprika and salt, stuffed into tripe (natural or artificial) and slowly dried over smoke. It can be served as part of a meal or used as a dildo.

segunda-feira, março 27, 2017

Precisões

Uma vez vi, em plena paragem de autocarro, um homem a b... não: duas vezes. Afinal já vi duas vezes.

terça-feira, março 21, 2017

Colectivos

A acta afiança que estava lá tudo, mas eu cá desconfio que faltou uma vogal à reuniã de hoje.

Omne Datum Optimum

Consta que Jacques de Molay, o último grão-mestre da ordem dos Templários, foi raptado, preso, torturado, queimado na fogueira e reconhecido para a posteridade como símbolo de lealdade e companheirismo.

Não necessariamente por essa ordem.

segunda-feira, março 06, 2017

Maimonides, menos monides

"Dá um peixe a um homem e ele vai pescar; ensina-o por um dia a alimentar-se e vais ver se ele não faz isso pó resto da vida."

- antigo provérbio chinês (mas onde o chinês estava claramente bêbado)

Terminus

Há um novíssimo estudo - mesmo muito novo - que diz que, tipo, pá, no âmbito do cancro da mama, uma dama que tenha tomado tamoxifeno, que é tipo um modulador selectivo do receptor de estrogénio, 'tás a ver, como complemento ao tratamento durante cinco anos, e que depois, tipo, tenha adicionado letrozol ao memo durante o memo período de tempo, memo naquela, diz que ya, que isso favorece-as com um aumento de sobrevida livre de doença.

Tipo, memo.

My DIR Watson


Súbitos

Uma forma de avaliares que uma piada é boa é não fazeres a mínima ideia de como é que ela vai pudim.

sexta-feira, fevereiro 10, 2017

The dream is real

Tu pedes, eu dou. Tempo. Todo o tempo que quiseres. Tudo o que te torne imortal aos meus olhos.

segunda-feira, janeiro 23, 2017

Calques

Há um gatinho que morre de cada vez que alguém diz "Foda-se, atropelei o gato!".

terça-feira, janeiro 10, 2017

Na saúde e na doença

Não me trates apenas na primeira pessoa. Trata-me em todas.

terça-feira, janeiro 03, 2017

Coibições

Super-homem: a subtracção mais poderosa do planeta.

Euler

Três em cada dez homens provocam dízimas infinitas periódicas. Seis em cada dez mulheres identificam-se com isso.

sábado, dezembro 03, 2016

Dermatites

O maior problema de uma pele irritada é a mulher que em alguns casos ela está a revestir externamente.

É que não há pomada que acalme aquilo.

segunda-feira, novembro 14, 2016

Uma anedota sobre três anedotas às quais acho zero de piada

Trump, Farage e Le Pen entram num bar... e esse bar arrebenta à bruta, fazendo chover bocados de carne de escumalha a torto e a extrema direita.

E todos nós vivemos felizes para sempre.

Fim.

terça-feira, outubro 25, 2016

Caladas

Não faço a barba há quase dois meses, e as pessoas até já evitam falar comigo.
Mesmo assim, ainda há uns quantos resistentes que, e apesar do aspecto, continuam a dirigir-me a palavra.

Nunca mais chego aos três meses de barba por fazer.

Arcto

Vejo o teu nome escrito nas estrelas. Isso ou aquilo é a Ursa Maior.

Contranarrativas

Há dois tipos de pessoas no mundo. E nenhum deles me interessa.

sexta-feira, outubro 21, 2016

A ordem de fénix

Empurrei-te para cima da mesa, e desse cinzeiro, para que parasses com essa merda dessa conversa de coitadinho.

Agora, cala-te e ergue-te dessas cinzas!

terça-feira, outubro 18, 2016

Protraimentos

Desde que chegaram a casa que os meus vizinhos de cima estão a lavar roupa suja.

Cheira-me que é coisa para se estender pela noite fora.

segunda-feira, outubro 17, 2016

Propagandas

Para o Chagas Freitas, a escrita é uma arte, um exercício de liberdade, de expiação e de descobrimento do próprio.

Devia-lhe também ser a arte, o exercício de sujar tiragens e tiragens de milhares de encadernações com tinta tipográfica numa escala francamente folhetinesca.

quarta-feira, outubro 12, 2016

Epístolas

"O que em amor te dou, tu devolves-me em significado."

Uma frase que li uma vez num livro do Dickens. E num livro do Miguel Torga. E em dois do Calvin and Hobbes. E num de receitas sem glúten.

Basicamente, em todos os livros com dedicatória na primeira página que comprei ao mesmo tipo com ar de recém-divorciado na Feira da Ladra.

terça-feira, outubro 11, 2016

Boutade

Uma pessoa pensar que vai receber um cachorrinho, abrir a porta do quarto de rompante e estar lá um gatinho.

Pedir um double espresso con panna, responderem que infelizmente já não têm natas, optar pelo relativamente menos saboroso caramel macchiato numa demitasse e este chegar-nos à mesa com um smiley triste e um "pedimos desculpa" desenhado a café na espuma.

Correr para apanhar o autocarro, falhá-lo por "isto", chamar interiormente um nome feio à mãe do senhor motorista daquele veículo em específico, soltar um longo suspiro em homenagem à meia hora de tédio que se vai seguir na espera pelo próximo e sentir no ombro a mão calejada mas amiga da simpática senhora atrás de vocês na paragem e de quem vocês nem deram conta e que diz "Não fiques assim, meu querido. Isto o tempo passa num instante. Há-de vir outra já, já aí".

Isto sim, é que são desgostos amorosos.

Posterioridades

Você sabia que "amrof amsem ad etnematcaxe" se lê exactamente da mesma forma de trás para a frente?

Alheios

"Queres beber alguma coisa?"

"Não, obrigado," respondi eu cordialmente ao tipo que nem dez minutos antes tinha afirmado que, para ele, pimenta no cu dos outros era refresco.

sexta-feira, outubro 07, 2016

Dinâmicas

No âmbito da mecânica, há forças que são desprezáveis quando aplicadas a corpos pouco maleáveis e difíceis de mover, tais como as forças internas ao próprio corpo ou essa força que tu estás a fazer para que eu vá contigo ao cinema ver "O Bebé de Bridget Jones".

Papagueios

"Não gosto de me repetir" é capaz de ser das frases mais proferidas de todos os tempos.

Debacles

O Papa lamenta quem sente compaixão por animais e indiferença pelo vizinho. Eu cá lamento a existência de um Papa.

Cada um com a sua desilusão.

Dilucidamentos

Infelizmente, a violência doméstica é muitas vezes a resposta. Mas só porque me perguntam muitas vezes porque é que eu e ela acabámos.

Parémias

Onde há fumo há... fogo, como é que era o resto do provérbio?...

HMS Beagle

Não sei se existe uma enciclopédia de estupidez paradoxal mas, a existir, alguém devia adicionar lá o facto de, a todos os criacionistas, sem excepção, a Evolução fazer espécie.

Fitness

Here's the ultimate group exercise: you and me. Working out. Lifting problems from our heavy conscience and troublesome minds.

Repentismos

Cada ideia minha começa com um esboço e acaba num desenho feito por um puto de seis anos.

quinta-feira, outubro 06, 2016

Lufa-lufas

A pressa é inimiga da prefeição.

quarta-feira, setembro 21, 2016

Exéreses

Sê paciente. Só assim saberei cirurgicamente como operar.

terça-feira, setembro 20, 2016

Fundamento sem imagem

Naquele dia, ganhei coragem.
Fechei os olhos, respirei fundo, aproximei-me de ti e confessei-te tudo o que sentia e me revolvia.

E ainda hoje exclamas que, naquele dia, te falei directamente ao coração. Porque estava de olhos fechados. Feito estúpido.

Transferências

"Pintar um quadro é como pintar um quadro," disse um dia o pior homem do mundo a fazer metáforas.

O sentimento e a posse

Virei costas, saí porta fora e deixei-te a falar com os teus botões.

Desculpa. Peço desculpa.
Com os MEUS botões, que essa camisa também é minha.

segunda-feira, setembro 19, 2016

Agentes redutores

Gosto de uma mulher que saiba a diferença entre vestuário reduzido e vocabulário reduzido.

Não a diferença de significado, mas a diferença do efeito que o uso isolado de ambos provoca em mim.

quarta-feira, setembro 07, 2016

Nothing left

Write. Because for a writer the other option is wrong.

segunda-feira, setembro 05, 2016

Transições demográficas

"Os quarenta são os novos trinta" é uma realidade que se aplica não só à idade mental da maioria das pessoas com quem me dou, como também ao valor da conta no final da maioria dos jantares a dois onde com elas participo.

Intentos

"Se eu tenho que te explicar porque é que tu não és o meu público-alvo, então tu não és o meu público-alvo."

- Ricardo Grassa, Março de 2021

quarta-feira, junho 01, 2016

Ananke

Só há duas certezas na vida: a inevitabilidade da morte e a impossibilidade de fazer a cama descansado(a) quando se tem gatos.

terça-feira, maio 24, 2016

Adamastor

Olhos que não vêem, coração que não sente, punho que não te esborracha a cara.

quinta-feira, maio 12, 2016

Vita activa

Prometo amar-te, mas com uma condição: a humana.

terça-feira, maio 10, 2016

Mascaradas

Quiseste roleplay no quarto.

Tu fizeste de enfermeira sexy.

Eu fiz de conta que não ouvi.

segunda-feira, maio 09, 2016

Avarias técnicas

Detesto incompetência.

Como a do médico que prognosticou na semana passada que o cancro no pâncreas do meu vizinho de baixo era inoperável e com isso dava-lhe seis meses de vida.

O cancro era de facto inoperável, mas o homem atirou-se ontem para a linha do comboio.

Declarações amigáveis

"Foste um acidente," diz a minha mãe, enquanto o resto da família abranda a sua marcha ao passar por mim para me ver melhor.

sexta-feira, maio 06, 2016

RSF

Se voltas a dizer que não sabes como te endereçar a mim, dou-te um selo.

quarta-feira, abril 20, 2016

Não chovas...




Original / Romaji
English Translation
Kotoba ni dekizu kogoeta mama de
Hitomae de wa yasashiku ikiteita
Shiwayose de  konna fuu ni zatsu ni
Ame no yoru ni kimi wo dakishimeteta


Incapable of words, frozen in place
I'd lived gently in front of the eyes of the world
In order to shift the burden, so crudely
I embraced you in the rainy night
Dourowaki no bira to kowareta jouyatou
Machikado de wa sou  dare mo ga isoideta
Kimi ja nai warui no wa jibun no hageshisa wo
Kakusenai boku no hou sa


The buildings by the road, the broken streetlamps
At the street corner, everyone was in a rush
It's not you; the fault lies with me
Unable to hide my own intensity
Lady kimi wa ame ni kemuru
Suita eki wo sukoshi hashitta


Lady, you're shrouded in the rain
I ran for a bit through the empty station
Doshaburi demo kamawanai to
Zubunure demo kamawanai to
Shibuki ageru

Kimi ga kieteku
Rojiura de wa asa ga hayai kara
Ima no uchi ni kimi wo tsukamae
Ikanai de  ikanai de
Sou iu yo


"I don't mind getting caught in the downpour"
"I don't mind being soaked to the bone"
As you kick up the water beneath your feet

You fade away
Morning comes early in the back streets
So I try to catch you while I still can
"Don't go, don't go"
I call out
Betsu betsu ni kurasu  nakidashi sou na sora wo
Nigirishimeru tsuyosa wa ima wa mou nai
Kawarazu iru kokoro no sumi

Dakede kizutsuku you na
Kimi nara mou iranai
Now we live separately. I no longer have the strength
To grasp the sky that's on the verge of tears
If you'd stay unchanging

In a corner of my heart, always hurting me
I don't need you anymore


Lady kimi wa ame ni nurete
Boku no me wo sukoshi miteita
Lady, you were soaked by the rain
And you looked into my eyes for a little while


Doshaburi demo kamawanai to
Zubunure demo kamawanai to
Kuchibue fuku boku ga tsuiteku
Zuibun kimi wo shiri sugita no ni
Hajimete arasotta yoru no you ni
Ikanai de  ikanai de
Sou iu yo
"I don't mind getting caught in the downpour"
"I don't mind being soaked to the bone"
Whistling, I follow
Even though I've come to know you far too well
Just as I did on the night we first fought
"Don't go, don't go"
I call out


Kata ga kawaita shatsu
Kaisatsu wo deru koro
Kimi no machi ja mou ame wa koburi ni naru
Kyou dake ga ashita ni tsuzuiteru
Konna fuu ni  kimi to wa owarenai
By the time the shirt, shoulders dry
Passes through the ticket gate
The rain has already subsided to a drizzle in your city
Only today can continue to tomorrow
In this way, I can't end it with you


Lady kimi wa ima mo koushite
Chiisame no kasa mo sasazu ni
Lady, even now, you go on this way
Holding not even a small umbrella


Doshaburi demo kamawanai to
Zubunure demo kamawanai to
Shibuki ageru

Kimi ga kieteku
Rojiura de wa asa ga hayai kara
Ima no uchi ni kimi wo tsukamae
Ikanai de  ikanai de
Sou iu yo
"I don't mind getting caught in the downpour"
"I don't mind being soaked to the bone"
As you kick up the water beneath your feet

You fade away
Morning comes early in the back streets
So I try to catch you while I still can
"Don't go, don't go"
I call out


Doshaburi demo kamawanai to
Zubunure demo kamawanai to
Kuchibue fuku boku ga tsuiteku
Zuibun kimi wo shiri sugita no ni
Hajimete arasotta yoru no you ni
Ikanai de  ikanai de
Sou iu yo
"I don't mind getting caught in the downpour"
"I don't mind being soaked to the bone"
Whistling, I follow
Even though I've come to know you far too well
Just as I did on the night we first fought
"Don't go, don't go"
I call out

O chamamento e a razão

Eu cá cortava, sem tempo predefinido, o oxigénio às pessoas que preconizam que os filhos são a sua razão de viver.

Sempre queria ver se a retórica se mantinha durante a asfixia.

I was practicing how to walk, too.




Makoto Shinkai coloca, em cada filme, aquilo que muita gente não consegue colocar em prática durante toda uma vida.

terça-feira, abril 12, 2016

Pós-Lavoisier

Impressionante, e quase invejável, esta química incrível que existe entre o que algumas merdas representam enquanto pessoa e a minha sociopatia.